quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Comer, comer! É o melhor para poder crescer! (D+125)


O Gui, quando nasceu, pesava pouco mais de 3,5 kg,e durante os dois primeiros meses de vida, mamava feito um bezerro!! Sempre que íamos no pediatra e verificávamos o seu peso, era um espetáculo de crescimento!!

Quando completou 5 meses e já com um histórico complicado de internação, começamos a introduzir as papinhas, de forma a prepará-lo para a minha ausência a partir do sexto mês, quando eu voltaria ao trabalho em função do término da minha licença maternidade.

Porém, novas internações foram necessárias e eu permanecia ao lado dele, mas sem leite o suficiente para amamentá-lo... Mas apesar de ser seletivo para comer, ou melhor, chato (rsss), ele sempre comeu bem!. Lembro que quando estava com uma sonda que entrava pelo nariz na UTI para receber alimento e ele arrancou a sonda e ficamos preocupados. A toa!! Colocamos um prato de papinha em sua frente e ele mandou ver!!! A UTI parou para vê-lo comendo!! Foi um orgulho!!! Ele comia tão bem a comida do hospital que fiquei preocupada, afinal, ele estava gostando mais da comida de lá do que a de casa!!!

Mas ao longo desta mesma iternação, com a carga de medicamentos aumentando e com a infecção ainda instalada, ele começou a perder o apetite e, consequentemete, peso. Com o consentimento do médico (que não falo o nome nem sob tortura), começamos a contrabandear comida de casa, mas em determinado momento também não funcionava mais...

Já em SP, tivemos que explicar à nutricionista o que tinha que ter na comida dele e não poderia, em hipótese alguma, faltar azeite!! E foi a mesma coisa... No início comia razoavelmente bem, mas no decorrer do condicionamento (período de quimioterapia), do pós-transplante, da mucosite, ficou completamente inapetente. O que fez com que passasse a se alimentar pelo cateter.

Hoje, com as mais de 15 doses de medicamentos por dia, ainda não consegue ter aquele apetite que vimos quando arrancou a sonda na UTI, e apesar de já estar com 1 ano e 6 meses, pouco aumentou de peso desde então. Quando saiu da UTI com nove meses, ele pesava 8,5k e até hoje aumentou menos de 1 kg.

Os médicos são veementes dizendo que quando seu sangue estiver produzindo todas as defesas de forma adequada e quando os remédios forem suspensos, ele voltará a comer bem até atingir a média de crescimento esperada, pois hoje eu nem mais acompanho na sua caderneta.

De qualquer forma, semana passada já deixou de tomar um remédio!!! E a sensação que dá é que estamos sempre esquecendo de algum deles!! Mas diminuir apenas 1 medicamento já é bom demais!! Significa que mais um passo do tratamento foi dado e que está tudo indo bem!!

Mas enquanto isso, continua com o peso de um bebê de nove meses, aproximadamente. O que não é problema para ele, que está super ágil e esperto!

Desencanei! O apetite virá depois, junto com os passeios, brincadeiras ao ar livre, contato com as pessoas queridas e com as muitas festas que ainda irá participar!!

Um grande beijo a todos,

Adriana




7 comentários:

  1. É isso Ana, tem que desencanar mesmo. Depois de tudo que ele passou, está ótimo e o apetite virá com certeza quando estiver sem todos esses medicamentos. Beijos mil pra vocês!!!

    ResponderExcluir
  2. Isso mesmo Ana, minha mãe fez com que todos os filhos comessem tanto que hoje todos temos que fazer regime. Quando minha filha não queria comer ela dizia: "deixa, melhor assim, quando ela tiver vontade ela come." Isso também vai acontecer com ele. Bjsss

    ResponderExcluir
  3. Adriana, quando ele puder viajar, vai vir aqui em BH comer muito feijão tropeiro com ovo! É assim mesmo, ainda mais com tantos remédios, que devem ocupar até o lugar da comida. Bj, Miriam (amiga da Solange, da UFF).

    ResponderExcluir
  4. Minha querida, não se preocupe, isso é apena uma fase que logo vai passar. Não se esqueça que Deus está no controle de tudo.
    Peço a Deus que abençõe a vida dessa família linda e guerreira! Bjs...

    ResponderExcluir
  5. Fico muito feliz quando entro na rede do Gui e vejo o quanto ele está progredindo!!! Problemas com apetite toda criança têm! Sei que no caso do Gui seria muito melhor se ele se alimentasse bem, mas criança é realmente imprevisível! Fico muito feliz por vocês... que Deus continue abençoando essa criança linda e vocês, papais... um beijo enorme!

    ResponderExcluir
  6. Torço tanto pelo Guilherme!!! Menino guerreiro!!!

    ResponderExcluir
  7. OI ADRIANA TD BEM, QUERIA SABER NOTICIAS DO GUI... DESCOBRI NA SEXTA FEIRA DIA 13/12 QUE MEU FILHO TEM GRANULOMATOSE CRÔNICA, E ME INTERESSEI QUANDO VI SEU BLOG, ESTA ME AJUDANDO MUITO...

    ResponderExcluir