quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Do Einstein para o Gui:

No dia da alta, 16/11/2011, fomos convidados pela acessoria de imprensa do hospital para concedermos uma entrevista sobre o caso do Gui.

Cabe agradecermos muito à Laila, Elis e ao Danilo que nos ajudaram nesta matéria!!

Então, aí vão o texto e o vídeo que fizeram e encontra-se disponível no site do hospital: www.einstein.br


Como oferecer uma vida normal a uma criança sem nenhuma defesa contra bactérias e fungos? Como deixá-la brincar no chão, ir à escola, nadar e fazer as coisas mais importantes e gostosas da infância?

São apenas algumas das perguntas que passaram pela cabeça dos pais do Guilherme quando descobriram que o filho, na época com apenas oito meses de idade, tinha uma doença chamada granulomatosa crônica – que o impedia completamente de ser exposto a esses microorganismos, tão comuns ao ser humano.

E como seria a vida do filho no futuro? Ele não poderia desfrutar normalmente de nada do que os pais haviam sonhado?

Sim, mais ou menos isto. Mas surgiu uma opção promissora: realizar um transplante de medula óssea, pouco comum para casos como o dele entre os especialistas do Brasil.

Não tinha muito o quê a gente sonhar pra ele. (O transplante) realmente mudou a perspectiva de vida. A nossa e a dele

Eles sabiam que no Einstein um procedimento deste tipo poderia ser realizado, mas encontrar um doador compatível nem sempre é fácil. Na lista de doadores nacionais, por exemplo, não foi possível. E o tempo correndo contra as defesas do Guilherme...

Até que, na listagem internacional de doadores de medula, foi encontrado um jovem estudante alemão que poderia doar e salvar a vida do bebê. Uma médica do Einstein foi até a Alemanha coletar a medula e se certificar de que ela chegaria intacta ao Brasil.

Guilherme Mezabarba, hoje com pouco mais de 1 ano, realizou o transplante no Einstein e já até recebeu alta. Por mais três meses, terá de visitar o hospital pelo menos duas vezes por semana. Mas está vivo e deixou os pais – Adriana e Luis Cláudio – cheios de felicidade e histórias para contar.

No vídeo abaixo, eles relatam toda essa história. Não deixe de ver!

8 comentários:

  1. Muitíssimo feliz por ler a notícia positiva de seu bebê logo pela manhã. Sou tb doadora de medula e gostaria muitíssimo de achar alguém compatível a quem eu pudesse ajudar.
    Que Deus os proteja e que essa fase de adaptação passe logo para que possam voltar a ter uma vida normal. Seu Natal terá o próprio Menino Jesus em casa! :)
    Beijos de Luz
    Mel

    ResponderExcluir
  2. Excelente idéia fazer o video relatando toda a trajetória percorrida por vcs para salvar a vida do lindo Guilherme. Emocionante história de luta e vitória que ajudará muitas pessoas com certeza. Bjs...

    ResponderExcluir
  3. Sou amiga da Solange do tempo de Coca-Cola e acompanho o Gui desde o começo quando a Solange postou as primeiras noticias e pedidos de doações. Foi imediato todo envolvimento de amigos, conhecidos e familiares. Vcs conseguiram tocar o coração das pessoas que talvez estivessem distantes de emoçoes necessárias a vida. O Gui foi ajudado por um Alemão, mas ele ajudou muita gente a voltar a ser gente. O momento da história de vcs chegou quase junto com outro momento em minha vida quase parecido e fico muito feliz pelo final feliz que foi desenhado desde o começo. Acho que como eu, muitos tinham certeza de que ele seria abençoado com um doador 100% compativel e que tudo daria certo. Parabéns pela luta, pelo amor e por tudo que vcs deram ao Gui e a todos nós.

    ResponderExcluir
  4. quero primeiramente agradecer a DEUS POR ESSA BENÇÃO QUE VCS ESTAO OBTENDO.E FALAR PRA VC PROCURAR UMA IGREJA PENTECOSTAL DEUS É AMOR LÁ JESUS RESSUCITA MORTO CURA TODOS TIPOS DE DOENÇAS VAI LÁ CRENDO E DEPOIS COLOCA NO BLOG O MILAGRE BJUS E SUCESSO PRA VCS

    ResponderExcluir
  5. O vídeo ficou ótimo! Parabéns para vocês e para toda a equipe do Hospital!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Minha chefe é muito famosa mesmo! Muito legal a matéria e sempre me emociono! Esse moleque é muito sinistro! E pra não perder o costume: PARABÉNSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  7. Muito important4e que as pessoas possam ter consciência de como ajudar e o quanto de amor e felicidade um gesto como este pode desencadear. Que vocês sejam infinitamente felizes!

    ResponderExcluir
  8. Muito legal a matéria, parabens para a equipe do hospital e para essa família de fé, estamos passando por um caso parecido com um priminho de Campo Grande sabemos o quanto é importante a união e a fé, Sucessoooooooooooooooooo!

    ResponderExcluir